Moda, beleza, atitude, alto astral: o blog que traz o lado bom, bonito, gostoso e divertido de ter 60 anos em pleno século 21!
Um pouco da minha história

Um pouco da minha história

 Algumas leitoras me perguntaram quem sou eu. Muitas me conhecem da revista Capricho ou Claudia, mas a fila anda!!  e por isso descobri …uma maneira de ter um pouco da minha história em um lugar fixo, que não caminhe com os outros posts, para quem não me conhece.

Pra quem não me conhece, sou Célia Pardi, aquariana, jornalista e venho falando com e sobre mulheres há um bocado de tempo. Nasci em São José do Rio Preto, interior de São Paulo, em 1º de fevereiro de 1950. Quando fiz 18 anos, entrei para a Faculdade de História, mas minha vida tomou outro rumo: por um desses acasos, tornei-me modelo de moda e beleza e fiquei entre as cinco mais requisitadas da época para as revistas Manequim, Claudia, Desfile e Capricho. Além disso, fiz vários anúncios e comerciais de TV. Assim, entrei para o mundo das redações: logo tornei-me produtora e editora de moda, beleza e decoração. Aos 32 anos, tornei-me diretora de redação da revista CAPRICHO, a “revista da gatinha”. Adorava falar com os adolescentes! CAPRICHO era muito legal!! Depois, aos 38, recebi um grande desafio: dirigir a maior revista feminina da América Latina: a revista CLAUDIA. Foram quinze anos de grande sucesso. No meio disso tudo, namorei muito (ainda bem!), casei quatro vezes e não tive filhos por opção. Não me arrependo, fiz a escolha certa. Teria sido muito complicado, para mim, ser mãe. Com quatro sobrinhos, tenho seis sobrinhos-netos que me trouxeram a descoberta de um amor, até então, inexistente para mim.
Hoje, aos 64 anos, estou absolutamente fascinada em falar com as mulheres da minha geração. Quando assumi a revista CLAUDIA, tive que olhar no espelho e falar de igual para igual. Faço o mesmo agora: olho no espelho para, junto com você, viver essa fase tão intrigante da vida. Seja bem vinda!

Oswaldo e Ciccia (ticha), meus pais, onde tudo começou.

Oswaldo e Ciccia (ticha), meus pais, onde tudo começou.

Quem não tem um retrato com todas aquelas fotinhos? E recitando Batatinha quando nasce (pelo menos acho que era rs!)

Quem não tem um retrato com todas aquelas fotinhos? E recitando Batatinha quando nasce (pelo menos acho que era rs!)

Minha irmã Ligia e eu, com Nero, nosso cachorro, quando morávamos em Santo André.

Minha irmã Ligia e eu, com Nero, nosso cachorro, quando morávamos em Santo André.

Meus irmãos, Bia, Ligia, Fernando e eu. Fico olhando e acho que nós éramos muito, muito lindos!

Meus irmãos, Bia, Ligia, Fernando e eu. Fico olhando e acho que nós éramos muito, muito lindos!

Será que consegui pegar o chapéu depois da foto? Meu pai, Ligia e eu.

Será que consegui pegar o chapéu depois da foto? Meu pai, Ligia e eu.

Com as galinhas da minha nonna Zelmira, no Formigueiro, fazenda de meus avós em Santa Adélia, interior de São Paulo.

Com as galinhas da minha nonna Zelmira, no Formigueiro, fazenda de meus avós em Santa Adélia, interior de São Paulo.

Minha nonna Zelmira, minha mãe comigo no colo, na hora do refresco.

Minha nonna Zelmira, minha mãe comigo no colo, na hora do refresco.

Tinha uma pedra, uma pedrinha, no meio do caminho.

Tinha uma pedra, uma pedrinha, no meio do caminho.

Toda orgulhosa por ter acabado o primário.

Toda orgulhosa por ter acabado o primário.

Das carteirinhas de escola, de trabalho, de RG.

Das carteirinhas de escola, de trabalho, de RG.

Último ano do ginasial no meu mais querido colégio, Ministro Costa Manso, estadual, que existe até hoje, no bairro do Itaim Bibi.

Último ano do ginasial no meu mais querido colégio, Ministro Costa Manso, estadual, que existe até hoje, no bairro do Itaim Bibi.

Começando a virar gente grande. Dançando a valsa de formatura com meu irmão, Fernando.

Começando a virar gente grande. Dançando a valsa de formatura com meu irmão, Fernando.

Com o olhar perdido em algum pensamento.

Com o olhar perdido em algum pensamento.

Uma das minhas paixões até hoje: ginástica. Na foto, como militante do Clube Pinheiros.

Uma das minhas paixões até hoje: ginástica. Na foto, como militante do Clube Pinheiros.

Casando no cartório da rua Pamplona. Olha só a saia curtinha! (era azul). O marido, Claudio, (de óculos, todo sério) é meu grande amigo até hoje.

Casando no cartório da rua Pamplona. Olha só a saia curtinha! (era azul). O marido, Claudio, (de óculos, todo sério) é meu grande amigo até hoje.

A minha Doberman querida, amada, dócil, companheira, tudo de bom, Triny. Ela era muito especial mesmo!!!

A minha Doberman querida, amada, dócil, companheira, tudo de bom, Triny. Ela era muito especial mesmo!!!

Revendo todas essas fotos para postar aqui, sinto um enorme enorme carinho pelos meus irmãos. E por mim, por essa menininha que vejo tão linda, fofa e querida. Nossa eu gosto muito dela e quero pegar ela no colo!!  E um carinho enorme por tudo aquilo que fomos e somos. Seja bem vinda ao meu blog!

Produtora de moda de CAPRICHO. Na foto, a modelo era Moniquinha, linda!

Produtora de moda de CAPRICHO. Na foto, a modelo era Moniquinha, linda!

Diretora de Redação de CAPRICHO.

Diretora de Redação de CAPRICHO.

Diretora de Redação de CLAUDIA.

Diretora de Redação de CLAUDIA.

Post por: Celia Pardi
Para quem não me conhece, sou Célia Pardi, jornalista, e venho falando com e sobre mulheres há mais de 35 anos. Trabalhei na Editora Abril como editora de moda e beleza e, depois, como diretora de redação das revistas CAPRICHO e CLAUDIA. Aquariana, nasci em 1º de fevereiro de 1950.

Compartilhe este post:Share on Facebook0Share on Google+2Email this to someoneShare on LinkedIn0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0

37 Respostas para Um pouco da minha história

  1. Márcia disse:

    Pode me chamar de metida Celia, mas acredite mesmo lhe conhecendo há muito tempo(Da Claudia) e acompanhando sempre que a “encontrava” na net, senti falta do perfil? procurei e deduzi isso é o jeito dela …
    Porém uau!!! vem esse post, puxa vida ficou muito lindo!!! principalmente as fotos e maneira de apresentá-las. O jeito Celia de ser ainda tá com tudo mesmo aos 60… (kkk) predomina a qualidade.

    beijo grande
    PS: as fotos das carteirinhas da escola foram minhas preferidas

  2. Nina disse:

    Olá, Célia! Caminhamos juntas por muitos anos mas em pontos diferentes do mapa. Te acompanho desde Capricho, Claudia e fiquei feliz quando encontrei seu blog.Temos a mesma idade e suas fotos representam bem os anos passados, as fotos 3×4, as poses …
    doces lembranças de uma infância e juventude saúdavel.
    Sucesso sempre pra vc, continuarei ligadinha em seus comentários…
    abraço apertado, carregadinho de afeto…Nina

  3. JENY disse:

    Olá Célia ,gostei demais da conta do BLOG ,(moro em B.H.ja´faz 30 anos , razão do demais……) .A foto da sala de aula é muito parecida com uma que eu tenho, as carteiras ,aprofessora , até muitas alunas.A minha foto é de 1966 , 1º ano NORMAL , no Colégio Batista Brasileiro ,em Perdizes S.P. Bom feriado !!

  4. Ligia Farina disse:

    Olá Célia,
    É um grande prazer encontrar pessoas que estão numa faixa etária parecida com a minha (sou tão novinha, ainda vou fazer 59 neste ano), e descobrir que é possível ser antenada, bonita e feliz apesar do tempo que passa.
    Fiquei surpresa com as coincidências: sou de Santo André e me chamo Ligia. Além disso, as fotos…tenho umas bem parecidas com as suas, com minha mãe, minha nonna, no quintal de casa, na escola, etc.
    Foi um prazer te conhecer agora e vou acompanhar seu blog com curiosidade e carinha
    Bjs
    Ligia
    PS – Também tenho paixão pela menininha que eu fui e gostaria muito de encontrá-la agora, abraçá-la e beijá-la e conversar muito com ela ( pq ela foi e ainda é muito conversadeira)

  5. Mirian Garbelotto Zangirolami disse:

    Felicidades eh pouco,estou me sentindo muito feliz.
    A primeira e única vez que a vi, foi em Sao Paulo, no consulado italiano, na Avenida Higienopolis.
    Estávamos aguardando ser atendidas e eu bem discreta perguntei: Você eh a Célia Pardi da revista Claudia?
    E você muito simpática,me disse, sou eu sim,tudo bem?
    E ai nem preciso dizer mais nada,conversamos mas logo você foi chamada para ser atendida e nunca mais a vi.
    Hoje,achei seu blog e podes crer, vou segui- lá diariamente.
    Sucesso
    Mirian

  6. Helena Cordeiro Nunes disse:

    Adorei s/ blog, vc é uma das surpresas boas, q podemos encontrar através da internet.Prazer em conhecê-la, ainda criança e nesta fase, à qual me incluo. Abraços.

  7. Olá, achei fantástico tudo que vi neste blog. Bem inteligente, bem humorado e bem minha idade. Fiquei fã. Posso ajudar em algo? Tipo postar algum trabalho? Sou uma Esquizofrênica Paranóide Atípica. segundo os médicos (da época) seria incapaz de tudo. Passei por cima de todos os preconceitos, e hoje, depois de um casamento de 35 anos ( fiquei viuva há um ano ) sou o oposto de tudo aquilo que previam. Sou mãe, Avó, muitos filhos adotivos, outros tantos amigos de meu filho que também se tornaram filhos. Trabalhei na antiga caixa Econômica Estadual, que virou Nossa Caixa, e que agora e o BB. Aposentei-me.., e posso dizer que FUI e SOU muito FELIZ. Devidamente medicada, estou em pleno vigor. Graças a Deus. escrevi um livro, no qual relato meu percurso pela vida carregando o rótulo de ‘louca”., e com todos os tipos de preconceitos que encarei de frente. o Titulo é ” Memorias de uma mente fragmentada”. Tinha muitos planos em parceria com a Soc. de Psicologia, mas deixei guardados, quando meu marido adoeceu de um câncer raro. Ainda tenho muitos planos. Inclusive de participar de algum projeto que aborde o tão famigerado problema emocional. seja ela qual for.Beijos e Parabéns pra voces todos!

  8. judileide rocha de sousa disse:

    amei esse blog, eu semppre fui de capricho,claudia e agora acho esse blog maravilhoso, vendo vc.dando continuidade as coisas maravilhosas que eu sempre lia nas revistas.que legal…..

  9. Eumara Basaglia Dalpino disse:

    Olha minha querida agostei muito de sua estoria maravilhosa assim como foi a minha – adorei te conhecer.

  10. socorro cavalcante disse:

    oi, Célia, pois é, conheço você da revista Cláudia. Gostei de ler seu perfil, achei incrível como as fotos 3×4 são parecidas com as minhas… o penteado, a faixa no cabelo… as fotos de formatura, final de curso, tudo igual… estou adorando ser sexagenária (tenho 61) quando vejo uma vaga de estacionamento paa idoso, então… só não gosto das filas preferenciais, parece que andam muito devagar. Vou acompanhá-la, assim ficarei antenada. Um beijo.

  11. Esmeralda Tomaz disse:

    Que maravilha te encontrar querida Célia Pardi…durante todos seus anos a frente da Revista Cláudia adorava ler seus Textos de Abertura sempre nos enviando Mensagens abordando simples e diretamente o que nos era de mais importante em cada momento da publicação dessa excelente revista… Feliz em poder estar novamente c/ vc através do seu Maravilhoso blog…Bjs c/ Carinho!!

    Resposta: Seja bem vinda Esmeralda!! Bj pra vc também!

  12. Edna fulino disse:

    Celia amei suas fotos mas a sua nona lembra bem as matriarcas italianas, difícil mas doce, da pra entender?? Modéstia à parte me identifiquei com ela – sofri para criar meus filhos sózinha – em 74, mulher separada nao prestava lembra?? Hoje sao as fortes q criam filhos, trabalham e são admitidas até certo ponto. Hoje tenho orgulho de mim, consegui minha casa própria, 2 filhos formados e muito respeitadores que me querem muito bem por isso. Lembrei da tua nona, afinal, sempre fui matriarca, agora não mais!!

  13. Selma disse:

    Ah Célia, é sempre bom reencontrá-la!!!

    Desde os áureos tempos da Cláudia (naquela época SIM a revista da mulher moderna) sou tua admiradora.
    Já conhecia sua história (do blog anterior, lembra?), mas é sempre gostoso relembrar… saudades é um sentimento maravilhoso, principalmente quando temos ótimas lembranças.
    Excelente sua ideia de um blog para os “senhores e senhoras” de 40 e uns até 99 ou mais…
    Vou te acompanhar menina daqui em diante.
    Super beijo.

  14. Vanessa Morais disse:

    Querida Célia,
    Conheço você desde quando você dirigia a revista Capricho que foi muito mais que uma paixão da minha adolescência, foi meu grande apoio nessa fase conturbada das nossas vidas (isso foi há quase 30 anos, ainda não acredito que acabo de completar 42). Para você ter ideia da minha admiração, eu fui fazer Jornalismo porque queria fazer parte da Capricho e até hoje tenho muita habilidade para lidar com adolescentes (vamos combinar que hoje em dia essa fase começa bem antes, né?) por conta de tudo que li e aprendi com você e sua equipe.
    Você não imagina a minha tristeza com os boatos de que a revista será um dos títulos extintos pela Abril.
    Outro dia aqui na agência estávamos comentando dos ícones do jornalismo para cada um de nós e eu citei o dia que te conheci pessoalmente (em um evento da Dermage).
    Além do momento total tietagem, gostaria de parabenizá-la pela iniciativa do blog e desejar muito sucesso.
    um beijo carinho,
    Vanessa

    RESPOSTA: OI Vanessa, que delícia ler seu e-mail. Obrigada!! Sei que existe a possibilidade de algumas revistas fecharem, mas não sei se Capricho estará na lista. De qualquer maneira, tenho o maior orgulho de olhar pra trás e ver quanta coisa linda e de excelente qualidade fizemos para as leitoras de Capricho e Claudia. Um grande e carinhoso beijo!

  15. Ana Leite (Milky) disse:

    Celita, querida!!!! Que delícia ver essas fotos!!! Amei a formatura na carteira – maravilhosa!!! Acompanhei um pouco dessa história de tanto amor e sucesso. Muito antes de trabalharmos juntas na Claudia (que delicia de termpo bom!!!!) já era leitora – e absolutamente sua fã – desde a Capricho. Aliás, quando mudei da Capricho para a Claudia foi por achar que já não era mais uma menina, mas, principalmente por que vc tinha ida – hahahaha!! Juro – acho até que já tinha te falado isso, mas se nao falei, agora, tá falado!!
    Durante os anos em que estive na Claudia (foram 12!!), aprendi tudo o que eu sei dessa vida de revista. Lembro das suas entradas triunfais na redação, carregando milhões de sacolas com revistas dentro, que certamente foram devoradas na noite anterior. Linda, chique, sempre perfumada e gritando pra todo mundo ouvir: “Parabéns pra vc, fulana (a autora de uma materia), nós demos isso bem antes deles – hahahaha”!! ou entao, furiosa: “não acredito que deixamos escapar essa”!! Ou com 120 novas ideias de pautas e pesquisas e comentários e opiniões (sempre tinha uma, mesmo que se falasse de futebol americano!!). Enfim, chegava causando! rsrsrs
    Sempre vou llembrar da sua paixão por cada tema, por cada assunto do universo feminino, por cada mistério dessa mulherada doida… Também sinto saudades daquelas reuniões de chamada de capa, redação toda reunida em volta da mesa da Zolads… ai, que tempo bom!
    Lembro também da sua chegada de fininho na arte, tipo 20h30, gelo geral na tchurma… puxava uma cadeirinha, designer, editor, reporter, todo mundo quebrando a cabeça pra inventar um jeito de a matéria sair bonita e interessante e, vc mandava começar tudo de nov!! hahahaha – sério!! Não é que a matéria, depois de três ordens virava outra? Absurdamente melhor definida e editada. Isso pra mim é talento!!! Me sinto muito sortuda por ter vivido isso tudo e por ter aprendido tanto. Coisa de maestro com orquestra mesmo…
    Bom, acabei falando tudo isso pra contar pra quem tiver tido a paciência de ler esse interminável comentário que esse blog tá o máximo!! Cara de Celia Pardi!! Com 20, 40 ou 60, cara de quem sabe fazer conteúdo legal pra mulher interessante. Parabéns, querida, e que vc possa editar o blog dos 80, dos 100, dos 120, sempre com esse sorriso e essa energia!
    sugestão: por que vc nao inclui no e-mail-mktg aquelas suas cartas-convite de leitura que abriam as edições de Claudia e que eram tããããaãããaããã esperadas?
    Deixo meu beijo e o desejo de muito sucesso pra vc, sempre (sorry o português, os acentos e a pontuação – rsrsrsrs – fiz com pressa no meu momento recreio aqui no escritorio, preciso voltar à labuta!) Aninha Milk

  16. Adorei as fotos!!! que familia linda!

  17. Celinha, que viagem! essas fotos são lindas!

  18. Nem me fale, Chantal…. e como passa depressa! Saudades de você e dos bons tempos da Abril!!!

  19. Celinha, amei as fotos! É engraçado porque tenho umas bem parecidas, nas mesmas poses de criança, baile de formatura, turma do ginásio… rsrsrs…

  20. Angela Felipe disse:

    Que mulher interessante Isabel Corrêa Vieira. Adoramos mulheres assim, RESOLVIDÍSSIMA.

  21. Trabalhamos juntas na editora Abril, Angela Felipe. A Celia Celia Accorsi Pardi foi minha chefe nas revistas Capricho e Claudia. É uma grande amiga. O blog dela é que publicou a entrevista comigo, que você gostou, lembra?

  22. Angela Felipe disse:

    Claro Isabel Corrêa Vieira. Ela é uma bela mulher.

  23. Marcia Gimenez disse:

    Adorei as fotos, acho uma delicia poder olhar nossas vidas por meio delas..
    Bjoooo enorme

  24. História interessante…………gostei das fotos……

  25. Zeneide Mustafa disse:

    Vendo tudo que você postou, recordei de mim, da época, que foi a mesma. Muito bom ver e lembrar, tendo este sentimento carinhoso do que fomos, não é mesmo? Abraços.

  26. Laura Lellis disse:

    Oi!
    Fiquei surpresa, ao revê-la aqui, da forma que aconteceu.
    Eu estava fazendo uma pesquisa sobre refluxo, e apareceu um comercial de tintura de cabelo. Então, lembrei-me de ter falado, ao telefone, com você, Célia Pardi, através da Revista Claudia.
    O tempo voou mesmo… Que legal, você continua um sucesso!
    Entrei no seu blog, para conhecer, e aqui estou. Adorei!
    Parabéns! Seja sempre muito feliz!!!
    Beijos.

  27. Margarida Fortunato disse:

    Celia
    Adorei as fotos , a Bia o Fernando…. E a sra. Ciccia , me lembro dela fazendo massa em sua casa na São Gabriel,( inhoc ) DELICIOSO !!!!. Assim como já lhe disse : Saudades da Av. onde morávamos . Vc. ainda era uma jovem adolescente (1966 )Boas lembranças de todos !
    Um Abraço

  28. Salete Spricigo disse:

    Vc foi é e será sempre sensacional…Parabéns…

  29. Tive o prazer em trabalhar na revista Claudia quando a Célia era diretora de redação. A revista foi repaginada, atualizada para a mulher que exigia um carinho e atenção especial. Foram os anos da maior ruptura de comportamento da mulher no mercado de trabalho, na vida pessoal, econômica, amorosa e social. Aprendemos a ousar no guarda-roupa de trabalho com dicas que, até hoje, são atuais. Unimos o bom gosto do vestir com criatividade e, principalmente, economia e consciência. Foi uma escola pra muita mulher que multiplicou este aprendizado. Mudamos a plataforma, ou seja, a mídia. Da revista para uma página, um blog de assuntos atuais e recorrentes da vida da mulher moderna, ou melhor, contemporânea. E ainda temos muito a fazer! Sucesso!

  30. Teresinha Marques disse:

    Oi Célia Pardi,
    Conheço vc desde os tempos da Capricho, dps Claudia ! Quantos aprendizados. Tudo que não podia perguntar a mãe: tinha a resposta na Claudia. E o tempo passou. … Estou firme com saúde e andando de acordo com a m moda . Adoro seus comentários.
    Amei ver a foto de seus familiares.
    beijo
    Teresinha Marques

  31. Liliete disse:

    Olá Celia.
    Que prazer rever você.
    Como muita gente eu te conheci através da revista Claudia!
    Sou franco-brasileira.Tenho a nacionalidade francesa porque me casei com um francês.
    Vivo na França desde 1977.
    É justamente por isso que pode acontecer que eu faça alguns erros em português.
    Você fez bem de fazer um blog de mulheres de mais de 60 anos porquê eles são muito raros.
    Se você me aceitar de participar do seu blog ficarei muito feliz.
    Um abraço.
    Liliete

  32. Juliana disse:

    Celia,
    Adorei conhecer o seu blog.
    Vou acompanhar!!!
    Você me fala há algum tempo, desde a Capricho. Aprendi tantas coisas com a leitura da revista na fase que vc esteve lá. Depois eu te acompanhei quando vc foi para a Revista Claudia.
    Acredito que você me influenciou muito sobre o meu gosto por revistas.
    Hoje trabalho com revistas, periódico científico.
    Um abraço

  33. Rosangela Guerra disse:

    Desejo muito sucesso para o seu blog!
    Adorei as fotos.
    Rosangela Guerra, 63 anos

  34. Fabiana alves disse:

    Boa tarde Celia,
    Sou aluna do curso de Moda e preciso desesvolver uma colecao e escolhi como publico alvo as mulheres de 60 anos,tenho uma serie de duvidas e perguntas sobre essa fase da vida,afinal tenho 33 anos .Vc pide me ajudar?
    Se puder serei imensamente grata,
    Gde bjo

  35. Marlene Aparecida Russo Martins disse:

    Oi, Celia. Tudo bem ? Convivi com você em dua fases da minha vida, e em cada uma delas fui sua fã. Na adolescência no “Costa Manso” nos idos de 60, até estou nesta foto de seu post. E, sendo assinante de Claudia. Bons tempos os nossos lá no Itaim. Nunca me esqueci do diretor – Sr. Athos da Silva Ferreira – pelo qual sinto muito orgulho. Caráter e seriedade acompanhados de muito amor.
    O tempo separa as pessoas, mas só fisicamente. As lembranças ficam gravadas em nossa memória e principalmente em nosso coração.
    Desejo a você muito sucesso. Abraços

  36. Léa Penteado disse:

    Celia, adorei encontrar seu espaço…ótimos artigos…
    um abraço
    Léa

Deixe um comentário